‘Museu’ do perfume traz interatividade e acervo inéditos para SP

Espaço Perfume

Espaço Perfume Arte + História conta a história, detalhes sobre o processo de fabricação e curiosidades sobre o perfume (Foto: Claudia Silveira/G1)

A inauguração do Espaço Perfume Arte + História nesta quinta-feira (23), em São Paulo, traz para a cidade mais uma atração interativa, nos moldes do Museu do Futebol e Museu da Língua Portuguesa. Apesar de contar 5 mil anos da história do perfume e trazer relíquias como um frasco encomendado por Napoleão Bonaparte, o espaço não foi batizado oficialmente de museu, podendo ser chamado de galeria ou até de osmoteca, que é uma biblioteca de cheiros.

Visitar o espaço é um tipo de programa que não dá para fazer de nariz entupido. Uma das principais atrações, por exemplo, é o núcleo batizado de Pirâmide Olfativa. Um equipamento importado da França exibe um vídeo explicativo sobre as três “partes” do perfume: notas de saída, corpo e fundo, até chegar ao perfume completo.

Espaço Perfume
Perfume encomendado por Napoleão Bonaparte
(vidro verde) tinha embalagem apropriada
para caber na bota (Foto: Claudia Silveira/G1)

Ao mesmo tempo em que o vídeo é exibido, as fragrâncias são exaladas em um equipamento acima do visitante, estimulando a audição, a visão e o olfato.

Para contar os 5 mil ano de história do perfume, o espaço transformou as paredes em uma enorme vitrine. Há relíquias históricas como um vidro datado de 1.500 a.C. e usado para guardar o produto. Destaque ainda para um exemplar original da Eau de Cologne Royale – Jean Marie Farina, a água de colônia encomendada por Napoleão Bonaparte para a mulher. O vidro também foi pensado para agradar o imperador, que guardava o frasco na bota.

O acervo conta, ao todo, com mais de 500 peças históricas distribuídas em uma área de 210 m², sendo sete núcleo no térreo e três no mezanino, somando mais de 20 vitrines. Há perfumes famosos, como Chanel no. 5, além das fragrâncias criadas por e para celebridades.

No mezanino fica o núcleo Wheaton, que ressalta a importância o frasco para todo perfume. É nesse piso que está instalada a galeria com frascos brasileiros que fizeram sucesso entre as décadas de 1940 e 1970. É uma verdadeira viagem pela penteadeira materna ou da vovó.

Por trás do Espaço Perfume Arte + História está o Grupo Boticário e um investimento de R$ 1,5 milhão, em parceria com a Faculdade Santa Marcelina. Esse projeto não é novidade no Brasil. Curitiba já teve o seu Espaço Perfume, mas, segundo a organização, o acervo foi transferido para São Paulo.

Espaço Perfume
A área do perfumista dá uma ideia sobre a
variedade de matéria-prima disponível
(Foto: Claudia Silveira/G1)

O espaço é acessível a cadeirantes. Deficientes visuais contam com legendas em braile, além de um mapa tátil, que orienta o visitante sobre a disposição dos ambientes. O local oferece ainda guias em áudio em português, inglês e espanhol. Os vídeos exibidos também são legendados, tornando o conteúdo acessível a portadores de deficiência auditiva.

Moda e Perfume

Em uma ação inédita no Brasil, o espaço mostra a estreita relação entre moda e perfumaria, destacando as fragrâncias que levam o nome de estilistas famosos, como Giorgio Armani, Paco Rabanne, Marc Jacobs, Nina Ricci, e, claro, Coco Chanel. Na lista, os visitantes sentem falta de nomes nacionais. De fato, a moda brasileira ainda engatinha no licenciamento de perfumes.

“Nós queremos criar esta cultura [no Brasil]. A linha que separa a moda do perfume é muito tênue, e é o perfume que movimenta o mercado da moda”, observa Andréia Mirón, professora da Faculdade Santa Marcelina que ensinará na primeira turma de uma pós-graduação sobre perfumes com início previsto para 2011.

Andréia ressalta que o mercado consumidor e produtor brasileiro de perfumes movimenta R$ 20 bilhões e ocupa o segundo lugar no ranking mundial, perdendo apenas para os Estados Unidos e deixando para trás países como França e Alemanha. “Mas a projeção para o próximo ano é que sejamos o primeiro, ressalta Andréia, que cita como fonte a líder mundial na distribuição de matéria-prima para perfumes.

Serviço:
Espaço Perfume Arte + História
Endereço: Rua Dr. Emílio Ribas, 110, Perdizes, São Paulo. Entrada gratuita
Horários de visitação: de terça-feira, quarta e sábado, das 10h às 18h; quinta, das 10h às 20h; e domingo, das 12h às 18h. Última entrada: 40 minutos antes do fechamento.
Outras informações pelo telefone: (11) 2361-7728.
Fonte: http://g1.globo.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s